Skip to content Skip to footer

PMs são acusados de racismo após abordagem a adolescentes em Ipanema

A família de um adolescente acusa dois policiais de uma abordagem racista na zona sul do Rio de Janeiro. O incidente ocorreu em Ipanema, envolvendo quatro jovens, sendo três negros e um branco. Os adolescentes, que estavam em turismo no Brasil, são oriundos do Canadá, Burkina Faso e Gabão. Durante a abordagem, os policiais apontaram armas e obrigaram os jovens a levantar suas blusas e encostar em uma parede para revista. Nada foi encontrado, mas a ação gerou revolta entre os familiares. A mãe de um dos adolescentes, que é embaixatriz, escreveu uma carta ao Itamaraty reclamando da abordagem. A Polícia Militar informou que as câmeras corporais dos policiais estavam em uso e que as imagens serão analisadas. A corporação afirmou que os policiais são orientados a realizar abordagens de maneira diferente da que ocorreu. A Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro também está investigando o caso.

cta_logo_jp

Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

WhatsApp

Em resposta às acusações, a Polícia Militar destacou que as câmeras corporais dos policiais envolvidos estavam em funcionamento durante a abordagem e que as imagens serão analisadas para verificar a conduta dos agentes. A corporação também ressaltou que os policiais são treinados para realizar abordagens de maneira respeitosa e que a ação em questão não reflete os procedimentos recomendados. A Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro está acompanhando o caso de perto e promete uma investigação rigorosa.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga

Leave a comment

0.0/5