Skip to content Skip to footer

Panamá supera Bolívia, faz história e avança no Grupo C da Copa América

Em sua segunda participação na Copa América, o Panamá fez história nesta segunda-feira (1º) ao vencer a Bolívia, por 3 a 1, no Inter&Co Stadium, em Orlando (EUA), fechar na segunda colocação do Grupo C após as três rodadas disputadas e se classificar às quartas de final. José Fajardo, Eduardo Guerrero e César Yanis marcaram os gols panamenhos, enquanto Bruno Miranda anotou para os sul-americanos.

Com o resultado, os panamenhos somaram seis pontos, contra nove do Uruguai, que terminou como líder depois de bater os Estados Unidos em Kansas (EUA). Os bolivianos ficaram na lanterna, sem nenhum pontinho na competição.

cta_logo_jp

Siga o canal da Jovem Pan Esportes e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

WhatsApp

Quem o Panamá pode pegar nas quartas

Agora, a seleção que representa a Concacaf aguarda na próxima fase o primeiro colocado do Grupo D, que pode sair entre Brasil e Colômbia, que ocupam até o momento os dois primeiros lugares da chave e entram em campo nesta terça-feira (02).

Panamenhos mostram superioridade nos 90 minutos

Nos 45 minutos iniciais, o Panamá esteve mais presente na área adversária e foi superior que o lanterna das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo. Aos 22, Fajardo fez um bonito gol após passe de Martínez, coroando o bom primeiro tempo da equipe treinada pelo hispano-dinamarquês Thomas Christiansen.

Fajardo y la ilusión CANALERA para el 1-0 🙌 pic.twitter.com/f0kpK65SG2

— CONMEBOL Copa América™ (@CopaAmerica) July 2, 2024

Na segunda etapa, a Bolívia, do treinador brasileiro Antônio Carlos Zago, fez três mudanças para tentar mudar o panorama do jogo, e deu certo. Logo aos 24, Bruno Miranda, um dos que ingressaram a campo, empatou depois de completar passe de Ramiro Vaca, o que eliminaria os panamenhos no momento, já que Estados Unidos e Uruguai empatavam em 0 a 0.

Porém, não demorou muito para os Canaleros desempatarem, e foi pouco depois do Uruguai abrir o placar diante dos norte-americanos. Eduardo Guerrero, que entrou aos 24 no lugar de Harvey, marcou de cabeça cinco minutos depois, após cruzamento de Davis. Os bolivianos tentaram o ‘tudo ou nada’ com as entradas de Saucedo e Chávez, mas viram nos acréscimos Yanis, que acabara de entrar na partida, marcar o terceiro.

Restou ‘secar’ os Estados Unidos, que foram ineficientes e não conseguiram reagir. Festa caribenha.

Ficha técnica: 

Bolívia 1 x 3 Panamá

Dia, horário e local: segunda-feira (1º), às 22h (de Brasília), no Inter&Co Stadium, em Orlando (EUA)
Bolívia: Viscarra; Rocha (Bruno Miranda), Cuellar, Haquin, Suárez e José Sagredo; Cespedes (Justiniano), Villamil (Terrazas), Terceros (Chávez) e Ramiro Vaca (Saucedo); Algarañaz. Técnico: Antônio Carlos Zago.
Panamá: Mosquera; Murillo (Lenis), Fariña, Córdoba, Harvey (Eduardo Guerrero) e Davis; Martínez (Ayarza), Welch (Yanis), Blackman e Bárcenas; José Fajardo (Góndola). Técnico: Thomas Christiansen.
Arbitragem: Edina Alves (BRA)
Assistentes: Neuza Inês Back (BRA) e Mary Blanco (COL)
VAR: Rodolpho Toski (BRA)
Gols: Bruno Miranda (BOL); José Fajardo, Eduardo Guerrero e Yanis (PAN)
Cartões amarelos: Villamil e Terrazas (BOL); Murillo (PAN)

Leia também


Uruguai vence, fica em 1º e pode pegar Brasil nas quartas da Copa América


Confira como foi a transmissão da Jovem Pan do jogo entre México e Equador

Leave a comment

0.0/5