Skip to content Skip to footer

Jogador Italiano é absolvido de acusação de racismo contra brasileiro por falta de prova

A Federação Italiana de Futebol (FIFC) absolveu o zagueiro Francesco Acerbi, da Inter de Milão e da seleção da Itália, da acusação de racismo contra o brasileiro Juan Jesus, no Napoli, por falta de provas. &#8220Considerando que o nível mínimo de certeza razoável quanto ao conteúdo discriminatório da infração cometida não foi alcançado, foi decidido não aplicar as sanções previstas pelo artigo 28 do código de justiça desportiva&#8221, explicou Gerardo Mastandrea, juiz da FIGC. Segundo este artigo, Acerbi poderia ter sido punido com até dez jogos de suspensão, o que o faria perder o restante temporada europeia e colocaria em risco sua participação na Eurocopa (14 de junho &#8211 14 de julho).

cta_logo_jp

Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

WhatsApp

&#8220O conteúdo discriminatório, sem colocar em dúvida a boa fé [de Juan Jesus], só foi percebido pelo jogador ofendido, sem nenhuma prova externa, seja por áudio, vídeo ou inclusive uma testemunha&#8221, considerou o juiz. Em nota publicada em seu website, o Napoli afirmou estar &#8220atônico&#8221 com a decisão. &#8220Não é razoável pensar que ele [Juan Jesus] entendeu mal&#8221, diz um trecho da nota. &#8220Napoli não irá mais aderir a iniciativas meramente de fachada das instituições do futebol contra o racismo e a discriminação, continuaremos a fazê-las nós próprios, como sempre fizemos, com convicção e determinação renovadas&#8221, acrescenta.

No dia 17 de março, durante o jogo entre Inter e Napoli pela 29ª rodada do Campeonato Italiano, Juan Jesus alertou ao árbitro que Acerbi havia feito um comentário racista. Conforme relatou em uma publicação em suas redes sociais, o italiano teria dito a ele o seguinte: &#8220Vai-te embora preto, és apenas um preto&#8221, escreveu. Depois da partida, o jogador brasileiro explicou nas redes sociais que Acerbi &#8220passou do ponto&#8221, mas que ambos haviam esclarecido as coisas em campo e que o zagueiro da Inter se desculpou.  &#8221 No dia seguinte, Acerbi, convocado pela seleção da Itália para dois amistosos de preparação para a Eurocopa, deixou a concentração da &#8216Azzurra&#8217 depois de ter dado sua versão dos fatos aos dirigentes da FIGC e ter negado &#8220qualquer intenção de ser difamatório, degradante ou racista&#8221. &#8220As declarações de Acerbi estão totalmente em desacordo com a realidade dos fatos&#8221, denunciou Juan Jesus no Instagram&#8221. &#8220O racismo é combatido aqui e agora&#8221, escreveu o brasileiro em sua publicação.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Juan Jesus (@juan05jesus)

*Com informações da AFP

 

Leave a comment

0.0/5