Skip to content Skip to footer

Hora H do Agro analisa os impactos das chuvas no Rio Grande do Sul

O programa Hora H do Agro deste sábado (4) analisou os impactos das enchentes que atingiram o Rio Grande do Sul. As fortes chuvas impactaram mais de 200 municípios do Estado e deixaram mortos e pelo menos 17 mil desalojados. Nas áreas rurais, tratores, lavouras e animais ficaram completamente debaixo d’água. A infraestrutura foi totalmente danificada, com diversos bloqueios em rodovias e pontes destruídas. A logística para escoamento do leite e transporte de hortifrútis está paralisada. A consultoria Safras&Mercado revela que o Rio Grande do Sul está entre os três principais estados produtores de soja. Cerca de 25% da safra ainda estava no campo e deverá ser afetada. A empresa revela que fará nova redução da produção brasileira devido às inundações e que entre 4 milhões a 5 milhões de toneladas estão em risco. Já no clima, a Nottus Meteorologia explica que o El Niño foi um dos causadores das fortes chuvas e prevê mais eventos climáticos extremos com a transição para o La Niña.

Já no cenário internacional, a equipe econômica do candidato à presidência dos EUA, Donald Trump, avalia formas de impedir que outros países deixem de utilizar o dólar, caso ele seja eleito à Casa Branca neste ano. As discussões incluem eventuais sanções para países aliados ou adversários que realizarem comércio bilateral em moedas que não seja a moeda americana. Vale lembrar que o Brics, bloco que o Brasil faz parte, discutiu a desdolarização em um encontro no ano passado e que os bancos centrais do Brasil e China firmaram um acordo bilateral para usar uma conversão direta das moedas — o real e o yuan — sem o intermédio do dólar.

Leia também


Rio Guaíba atinge maior nível de elevação da história do RS


Chuvas deixam rastro de destruição no agro gaúcho

Leave a comment

0.0/5