Skip to content Skip to footer

Governo do Rio Grande do Sul declara estado de calamidade pública

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, declarou estado de calamidade pública devido aos mais de 100 municípios impactados pelas forte chuvas que afetam o estado. O decreto foi publicado na noite de quarta-feira (1). Ao todo, 10 pessoas morreram e ao menos 21 ainda seguem desaparecidas. Medida destaca a severidade dos impactos dos temporais, inundações, granizo, alagamentos, enxurradas e vendavais no Estado, sendo categorizados como desastres de Nível III, classificados por danos e prejuízos substanciais. O decreto permanecerá em vigor por 180 dias.

O Decreto 57.596, publicado em Edição extra do Diário Oficial do Estado (DOE) na noite desta quarta-feira (1º/5), declara estado de calamidade pública no Rio Grande do Sul. pic.twitter.com/3EvfjrnsMD

— Governo do Rio Grande do Sul (@governo_rs) May 2, 2024

O texto também prevê a possibilidade dos municípios afetados solicitarem auxílio semelhante, cujas solicitações serão avaliadas e homologadas pelo Estado, garantindo uma resposta ágil e coordenada diante da emergência. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai embarcar às 7h30 para visitar o Rio Grande do Sul nesta quinta-feira (2). Lula vai sobrevoar as áreas alagadas e irá encontrar o governador Eduardo Leite, por volta das 10h30.

cta_logo_jp

Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

WhatsApp

Leia também


Lula viajará para o Rio Grande do Sul nesta quinta para verificar os estragos causados pelas chuvas


Eduardo Leite diz que Rio Grande do Sul vive pior tragédia da história e não tem capacidade para fazer todos os resgates

Leave a comment

0.0/5