Skip to content Skip to footer

ExxonMobil deverá pagar US$ 725 milhões em danos a mecânico que foi diagnosticado com câncer

Um júri da Pensilvânia considerou a ExxonMobil responsável por cerca de US$ 725 milhões em danos compensatórios a um antigo mecânico da Mobil, cujos advogados argumentaram que a exposição a um produto químico cancerígeno na gasolina o levou a desenvolver câncer. O júri, num veredicto de 10-2, decidiu que a Mobil, que se fundiu com a Exxon no final da década de 1990, sabia dos efeitos adversos para a saúde do manuseamento dos seus produtos petrolíferos, que contêm benzeno, causador de câncer, mas não alertou adequadamente as pessoas sobre os riscos.

cta_logo_jp

Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

WhatsApp

A Exxon disse que planeja pedir ao tribunal que reverta a decisão e esgotará todos os recursos disponíveis no caso. Este é um veredicto irracional, disse a porta-voz da Exxon, Emily Mir. O demandante, Paul Gill, um morador de Nova York de 67 anos, foi diagnosticado com leucemia mieloide aguda há alguns anos. Ele trabalhou como mecânico de um posto de gasolina Mobil na Pensilvânia de 1974 a 1979.  Seus advogados argumentaram que a empresa estava ciente de que as pessoas usavam gasolina na época como solvente de limpeza, como Gill fazia para lavar peças como mecânico, mas não publicaram avisos adequados. Eles apontaram para um documento interno da Mobil Oil de 1976 que mostrava que a empresa estava ciente dos riscos para a saúde.

*Com informações do Estadão Conteúdo

Leia também


ONU vota a favor de adesão da Palestina como membro de pleno direito 


Ao menos sete pessoas morrem após ônibus cair dentro de rio em São Petersburgo

 

 

 

 

 

Leave a comment

0.0/5