Skip to content Skip to footer

Bolívia transfere militar golpista Zuñiga para prisão de segurança máxima

O ex-comandante do Exército Juan José Zuñiga e outros dois militares foram transferidos neste sábado (29) para a prisão de segurança máxima de Chonchocoro, onde cumprirão prisão preventiva pela “tentativa de golpe” na Bolívia contra o governo do presidente Luis Arce. A polícia realizou uma forte operação policial na Força Especial de Combate ao Crime (Felcc), no centro de La Paz, para que o ex-militar Zuñiga fosse retirado das celas com dois guardas. Antes de Zuñiga, foram liberados os outros dois militares detidos, Juan Arnez e Edison Irahola, que também foram enviados para prisão preventiva. Os três foram colocados em viaturas da polícia boliviana e atrás deles havia pelo menos sete outros veículos. O comboio deve chegar ao centro penitenciário de Chonchocoro, a cerca de duas horas do centro de La Paz. Zuñiga e dois outros oficiais militares foram presos preventivamente por seis meses na sexta-feira passada, acusados de realizar uma “tentativa de golpe de Estado”. Os três foram acusados de levante armado e terrorismo. A transferência foi testemunhada pelo ministro do Governo (Interior), Eduardo del Castillo, e outras autoridades governamentais e policiais chegaram ao Felcc.

cta_logo_jp

Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

WhatsApp

*Com informações da EFE

Leia também


Bolívia determina prisão preventiva contra três militares por golpe fracassado; detidos sobem para 21


Evo Morales questiona tentativa de golpe na Bolívia e pede investigação

Leave a comment

0.0/5