Skip to content Skip to footer

Adolescente de 15 anos morre na França após ser espancado na saída da escola

A morte por espancamento de um adolescente de 15 anos quando saia da escola, causou revolta na França. A agressão ocorreu na quinta-feira (4) em Viry-Châtillon, cerca de 20 quilômetros ao sul de Paris, dois dias depois de outro espancamento brutal contra uma adolescente de 14 anos em Montpellier, no sul do país, que conseguiu sair do coma. O incidente ocorreu por volta das 16h30 de quinta-feira, quando diversas pessoas &#8220agrediram violentamente&#8221 o jovem na saída da escola. Segundo a Promotoria, um pedestre ficou &#8220gravemente ferido&#8221 em uma rua próxima. Segundo uma fonte policial, três jovens vestindo balaclavas atacaram Shamseddine no saguão de um prédio. A Justiça abriu uma investigação por homicídio e a Promotoria de Évry, nos arredores de Paris, informou que quatro menores e um adulto foram detidos nesta sexta.

cta_logo_jp

Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

WhatsApp

O presidente Emmanuel Macron fez um apelo para proteger as escolas da &#8220violência desinibida&#8221 entre jovens. As escolas &#8220devem continuar sendo um santuário&#8221 diante de &#8220uma forma de violência desinibida entre os nossos adolescentes&#8221, disse Macron, durante uma visita a uma escola de Paris antes do anúncio da morte. A líder da extrema direita, Marine Le Pen, denunciou uma &#8220devastação que corrói a sociedade&#8221 e apelou ao governo de Macron, sob pressão da direita em questões de segurança, que leve em conta o seu alcance. Nesta sexta, a comoção tomou conta nos arredores da escola de ensino médio Les Sablons, onde estudava Shamseddine, o adolescente falecido. Seus colegas de classe o descreveram como um jovem &#8220sorridente&#8221 e &#8220sem problemas&#8221, que conversava com todos.

A ministra da Educação Nacional, Nicole Belloubet, pediu uma investigação administrativa para &#8220apurar todas as conclusões necessárias&#8221 da tragédia. &#8220Temos uma política muito firme contra o assédio&#8221, destacou. Em Tours, no centro de França, cinco meninas com entre 11 e 15 anos foram detidas por &#8220espancarem&#8221 na quarta-feira uma adolescente de 14 anos, que teve o nariz quebrado, e registrarem o ataque, indicaram várias fontes. A luta contra o bullying é uma das prioridades do governo de centro-direita de Macron, que também procura reforçar a &#8220autoridade&#8221 nas escolas. &#8220Talvez tenhamos que aprender novamente a punir, a ser fortes, a ser firmes&#8221, disse à imprensa um emocionado prefeito de Viry-Châtillon, Jean-Marie Vilain, para quem as crianças devem ser ensinadas que, se fizerem algo errado, há consequências.

*Com informações da AFP

Leia também


Governo do Paraguai envia 25 presos brasileiros para o Brasil


Sob pressão internacional, Israel aprova entrada ‘temporária’ de ajuda humanitária em Gaza

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Leave a comment

0.0/5